Cerca de 40% dos incêndios ocorridos no Brasil têm origem em queimadas mal feitas, ou seja, que não conseguiram ser controladas e consumiram área de vegetação não prevista.

O dado é uma estimativa do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e expõe o alto risco das queimadas sem controle. "Apesar de serem uma forma de manejo que auxilia na produção, se as queimadas não forem controladas, podem trazer danos irreparáveis para a vegetação e o s...


Continuar lendo...