Equipamentos para retirada dos sacos plásticos são testados no mar (Foto: BBC/The Oceal Clean Up)

Boyan Slat tem pouco mais de 20 anos e, em 2011, quando tinha apenas 16, teve uma ideia quando mergulhava na Grécia e viu mais sacos plásticos do que peixes. Depois do choque no mar da Grécia, ele começou a desenvolver uma ideia que apresentou como um projeto de ciências.

O projeto, apresentado na feira de ciências da escola onde estudava, consiste de uma série de barreiras flutuantes, ancoradas no leito do mar. Primeiro elas capturariam e concentrariam os detritos flutuantes. O plásti...


Continuar lendo...